Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



Balé Folclórico do Amazonas completa 15 anos de atividades
Por Aretha Lins / Sarah Viegas, Sucretaria de Estado de Cultura
sábado, 6 de agosto de 2016
 
 
 

Balé Folclórico do Amazonas completa 15 anos de atividades
Balé Folclórico do Amazonas / David Batista / Manauscult

A manifestação da arte num simples movimento de braço, num movimento de perna, em uma feição. Desde o ano de 2001, o Balé Folclórico do Amazonas traduz sentimentos, acontecimentos históricos e costumes da região amazônica em movimentos de dança aparentemente simples, mas que, em conjunto, tornam-se complexos.

E para comemorar o aniversário de 15 anos, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), preparou uma programação especial que vai do dia 1° de agosto ao dia 9, encerrando com duas apresentações especiais do espetáculo Bem do Interior no Teatro Amazonas. O espetáculo também integra as comemorações de 120 anos do principal cartão-postal da cidade de Manaus.

O Balé Folclórico do Amazonas, sob a direção de Conceição Souza, integra os Corpos Artísticos do Estado do Amazonas, e é um projeto idealizado, criado e mantido pelo Governo do Amazonas, via Secretaria de Cultura. Atualmente, conta com 33 integrantes, entre direção, ensaístas e bailarinos.

 

Espetáculos no Teatro Amazonas

Para segunda-feira e terça-feira (08 e 09/08), a companhia está preparando uma programação especial onde apresentará, da área externa do Teatro, passando pelo hall e chegando à plateia do Teatro, todo o seu ateliê coreográfico. Na sala de espetáculos, serão apresentadas coreografias do Balé, um documentário que relata a história da companhia, e logo em seguida, a apresentação de um trecho do espetáculo Bem do Interior.

Bem do Interior é uma releitura de Conceição Souza que retrata um casamento típico do interior e as comemorações do evento, como as danças do Paneiro, o Boi-Bumbá e outras danças populares do Amazonas. A coreografia é assinada por Weldson Rodrigues, que foi maître de balé da companhia, e Marcus Vinicius, ex-integrante do Balé, que agora integra o Balé Estágio, de São Paulo.

 

Programação de aniversário

Até esta sexta-feira (05), o Balé Folclórico apresenta um pouco da sua trajetória em ensaios abertos à população, com a presença de alunos de diversas escolas ao redor do Gebes Medeiros (antigo Ideal Clube), casa de ensaios da companhia. As apresentações começam ainda na portaria do prédio e vão até o interior do Teatro Gebes Medeiros, onde acontecem rodas de conversas com integrantes do Balé e a exibição de um documentário dirigido.

“O objetivo principal do Balé Folclórico é resgatar as danças folclóricas regionais e estilizá-las nas formas de balé neoclássico e contemporâneo. Nós utilizamos também a parte teatral para fazer a costura das cenas apresentadas, já que nós não nos propomos a apresentar apenas uma dança folclórica, mas a nossa arte e a nossa cultura por meio da dança profissional”, explica Adam Souza, assistente de direção do Balé Folclórico do Amazonas.

 

Parcerias, peças marcantes e legado

Ao longo de 15 anos de existência, a companhia já apresentou diversos espetáculos que marcaram a sua trajetória. É o caso de Manaus Mana D’Água, que conta a história da chegada dos nordestinos ao Amazonas no período áureo da borracha. Outro espetáculo marcante na trajetória do Balé Folclórico foi Missa Cabocla, que retrata a religião e a fé dos habitantes do interior do Amazonas.

Além de apresentações solo, o Balé também faz apresentações em parceria com outros integrantes dos corpos artísticos do Estado, como a Orquestra de Violões do Amazonas. Juntos, a Orquestra e o Balé fizeram o espetáculo Amazonas em Cena, com músicas regionais. Além da Orquestra de Violões, o Balé também se apresentará até domingo com o Coral do Amazonas no espetáculo ABBA: Uma Geração Inesquecível, onde serão apresentadas canções marcantes da banda sueca.

Para Conceição Souza, diretora do Balé Folclórico, o Balé Folclórico evoluiu para uma excelente qualidade técnica ao longo de 15 anos de existência. “Quando o Balé foi criado, não tínhamos bailarinos de fato. Eram integrantes que vieram das danças folclóricas. Hoje, com a maioria dos nossos bailarinos sendo estudantes do curso de Dança da Universidade do Estado do Amazonas, podemos dizer que evoluímos, e muito!”, afirma.

Ainda segundo Conceição, é importante aflorar a criatividade dos integrantes do balé com a criação de performances, mas é imprescindível fazer o resgate das danças folclóricas que um dia já existiram. “Muitas das nossas danças tradicionais ou mudaram, ou perderam a sua essência, ou não existem mais. Costumo dizer que um Estado sem tradição não tem história. E se não há história, não existe povo. Por isso que um dos nossos principais objetivos é trazê-las de volta, para que o público conheça um pouco da sua história”, finaliza.

 

Publicidade




TecVidros
   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Cinema
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Cyber Café
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Hotspots (wi-fi)
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


Whatsapp Manausonline:
whatsapp (92) 98252-0123    


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2019