Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



“CASARdá?” volta a ser apresentado no Teatro da Instalação
Por Aretha Lins / Sarah Viegas, Secretaria de Estado de Cultura
terça-feira, 18 de outubro de 2016
 
 
 

“CASARdá?” volta a ser apresentado no Teatro da Instalação
Corpo de Dança do Amazonas. / Divulgação.

Com coreografia de Alex Gomes e interpretado pelo Corpo de Dança do Amazonas, o espetáculo acontece nesta quinta-feira (20), com entrada gratuita

 

Vencedor do Prêmio Klauss Vianna de Dança, em 2014, promovido pela Fundação Nacional das Artes – Funarte, o espetáculo “Casardá? OU Aqui Você Compra O Tão Sonhado Sonho” volta para o palco do Teatro da Instalação nesta quinta-feira (20), em mais uma apresentação frenética dos bailarinos do Corpo de Dança do Amazonas, criado pelo Governo do Estado, administrado pela Secretaria de Cultura.

A partir das 19h, com entrada gratuita, a direção fica por conta de Getúlio Lima, e a coreografia de Alex Soares. O Teatro, por sua vez, fica localizado na Rua Frei José dos Inocentes, no Centro Histórico de Manaus.

O projeto Construindo Diálogos já contemplou outras atividades realizadas ao longo do ano, como a oficina “Corpo de Dança do Amazonas: dança contemporânea e processos criativos em dança”, ministrada pelos professores André Duarte e Adriana Góes, do Curso de Dança da Universidade do Estado do Amazonas.

“Casardá?” estreou em junho deste ano e o nome é, na verdade, a junção das palavras que formam a pergunta “Casar, dá?”. Desde então, todas as vezes que é apresentado, reúne vários espectadores, lotando os teatros e formando pensadores.

Roteiro

Alex Soares compôs uma obra que retrata o tema do sexismo contemporâneo. Inspirado nas Czardas – música folclórica húngara, usada em celebrações matrimoniais – e na lenda das Icamiabas (designação genérica dada a índias que teriam formado uma tribo de guerreiras da região Amazônica que não aceitavam a presença masculina), as mulheres fogem de padrões estabelecidos pela sociedade, como a obrigação do matrimônio e a dependência pelo parceiro masculino.

 

De acordo com Getúlio Lima, o público reage de diversas formas, pois cada um faz a própria leitura do que está sendo apresentado, a partir das experiências particulares que viveu. “O espetáculo não é narrativo, e isso quer dizer que nós não contamos uma história. Nós apresentamos e levantamos a discussão, em cena, acerca dos padrões que a sociedade impõe sobre as mulheres que optam por uma vida individualista, mais focadas no crescimento profissional, por exemplo”, contou o diretor artístico.

 

Publicidade


   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2021