Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



Número de casos de crianças infectadas pelo HIV
Por Três Comunicação,
quinta-feira, 1 de dezembro de 2016
 
 
 

O número de casos de crianças menores de cinco anos infectadas  pelo HIV através da transmissão vertical, ou seja, da mãe para o bebê, reduziu em 50%, em 2016, conforme dados da unidade que é referência nesse tipo de atendimento no estado – a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), que é vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (Susam). No ano passado, 14 crianças que adquiriram o vírus HIV por transmissão da mãe foram atendidas na FMT. Neste ano, até o mês de novembro, foram identificados sete novos casos.

Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (01), Dia Mundial de Luta Contra AIDS, no “1º Seminário Estadual sobre Prevenção da Transmissão Vertical do HIV”, realizado no auditório da FMT. Durante o evento, organizado pela Coordenação Estadual de DST/AIDS e Hepatites Virais, as maternidades Alvorada e Chapot Prevost, da Susam, e Moura Tapajóz, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), receberam uma premiação por terem conseguido eliminar, em 2015, os casos de transmissão vertical do HIV.  

O Seminário fez parte da programação da campanha pelo Dia Mundial de Luta Contra AIDS, que este ano tem como tema “Eu me importo. E você?”. No Amazonas, as ações ocorrem em todos os 62 municípios, onde as Secretarias Municipais de Saúde estão intensificando o trabalho de prevenção, com a oferta de testes rápidos, palestras, distribuição de preservativos masculinos e folders informativos.

Segundo a coordenadora estadual de DST/AIDS, Silvana Lima, todas as ações realizadas nesse período visam diminuir o preconceito, a discriminação e promover o respeito e a garantia do direito à saúde, de todas as pessoas vivendo e convivendo com HIV/Aids.

Conforme o diretor de Ensino e Pesquisa da FMT-HVD, Marcus Lacerda, toda a sociedade, gestores e profissionais da saúde devem se empenhar cada vez mais para que os números de HIV no Estado e também de transmissão vertical sejam reduzidos. “Diferente do que aconteceu no início da epidemia de Aids no país, hoje, temos  como prevenir a doença, então, se todos se envolverem e se comprometerem, é possível reduzir o número de casos”. 

De acordo com a diretora da Casa Vhida e médica infectologista da FMT-HVD, Solange Dourado, com a aplicação correta dos protocolos de saúde é possível reduzir em mais de 70% as chances de transmissão do vírus da mãe para o bebê. Ela apresentou durante o seminário a palestra “A epidemiologia da Transmissão Vertical do HIV no Estado do Amazonas e Iniciativas de como conter a transmissão”.

A médica diz que até 2014 o Amazonas estava com uma taxa de transmissão vertical estagnada em 6,5%, registrando cerca de 20 novos casos por ano. “Como a meta é sempre reduzir o número de casos a FMT em parceria com a Coordenação Estadual de DST-Aids começou a fortalecer um trabalho junto às maternidades, criando uma rede de acompanhamento e atendimento. Dessa forma foi possível chegar em 2016 com somente sete novos casos e com expectativa de reduzir ainda mais nos próximos anos”, disse.

Solange Dourado explica que algumas medidas são primordiais para evitar a transmissão. Entre elas, medicar a grávida durante a gestação e no momento do parto, e o bebê após o nascimento. Além disso, adotar as condutas médicas recomendadas no momento do parto. “A transmissão vertical acontece na gestação, durante o parto ou através da amamentação. O maior risco, porém, é durante o parto, por isso a necessidade de reforçar os cuidados e orientações para os profissionais da área da saúde”, destacou.

Solange Dourado ressalta que ainda é preciso avançar, mas essa redução do número de casos de crianças infectadas é bastante significativa. “Precisamos melhorar ainda mais o pré-natal, ofertar o teste de HIV no primeiro e no terceiro trimestre da gestação e diagnosticar precocemente os infectados”, frisou.

Programação –  Nesta sexta-feira (02), a FMT-HVD realiza das 8h às 15h, uma blitz de prevenção, com panfletagem em frente à unidade e oferta de testes rápidos. A Associação das Prostitutas do Amazonas (APAM) realiza de 9h às 17h um Encontro de Profissionais do Sexo, no Café Teatro, na avenida Sete de Setembro. No mesmo dia, a Associação Katiró distribui preservativos e folders na Policlínica Cardoso Fontes.
Sábado (03), a Soceama realiza um Seminário de prevenção às IST/HIV/Aids e Hepatites Virais, no horário de 8h as 14h, na Escola Professor Samuel Benchimol, no São José.

No dia 07 de dezembro, o Movimento das Cidadãs Posithivas distribui preservativos e folders, de 16h as 20h, no Conjunto Viver Melhor, bairro Santa Etelvina. A Associação de Redução de Danos (Ardam) também realizará ação preventiva no conjunto, no dia 09.  No dia 20, a Associação Orquídea LGBT estará na Igreja São Pedro, no bairro Nova Cidade, fazendo ação preventiva.

 

Publicidade


   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2021