Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



Queimadas no Brasil atingem índices alarmantes
Por Alice Bachiega, Conversion
terça-feira, 10 de setembro de 2019
 
 
 

Queimadas no Brasil atingem índices alarmantes
Queimadas. / Divulgação.

É o maior índice desde 2013, quando começaram a ser divulgados dados em relação a este período do ano

O Brasil está em meio a uma crise internacional com os recentes dados divulgados sobre queimadas no país, rebatidos e questionados pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL). Os números, contudo, chamaram a atenção de chefes de estado, artistas, ambientalistas e até mesmo do setor do agronegócio. De acordo com o mais recente levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), entre janeiro e 21 de agosto de 2019, o número de focos de incêndio florestal aumentou 84% no país em relação ao mesmo período de 2018.

É o maior índice desde 2013, quando começaram a ser divulgados dados em relação a este período do ano. Se, no ano passado, foram registrados 40.136 focos de queimadas no Brasil, neste ano o número aumentou para 74.155. Os estados mais afetados são Mato Grosso (13.999 focos de queimadas), Amazonas (7.150), Tocantins (5.776), Rondônia (5.604) e Maranhão (4.795).

Entre os efeitos das queimadas estão destruição da fauna e flora local, empobrecimento do solo, redução na penetração de água no subsolo e, em alguns casos, mortes, acidentes e perda de propriedades, de acordo com o Inpe. Em âmbito regional, pode colaborar para a poluição da atmosfera e destruição do ecossistema.

Embora as queimadas sejam provocadas em boa medida pela ação humana, há outros fatores que colaboram para os focos de incêndio florestal: o clima seco e a falta de chuva, condições ideais para que o fogo se espalhe. De acordo com o Inpe, as queimadas, se controladas, são até parte integrante de alguns ecossistemas.

Alguns dados, no entanto, contradizem a hipótese do tempo seco nas regiões. O Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), por exemplo, descarta a possibilidade de que a estiagem seja o principal fator para os focos de incêndio, já que a umidade na região está mais alta do que nos últimos três anos.

As mudanças climáticas têm se tornado um dos principais problemas enfrentados pelo mundo. De acordo com recente relatório da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA, o mês de julho de 2019 foi o mais quente do planeta, desde quando os dados começaram a ser coletados.

Nesse cenário, o fator climático não afeta só os centros urbanos, onde os cidadãos se utilizam de artifícios para atenuar a temperatura, como um ar-condicionado cassete -- que auxiliam a higienizar o ar do ambiente. Além disso, as queimadas também alteram os diversos biomas e ecossistemas ao redor do mundo. Foram observados, por exemplo, grandes derretimentos de gelo na Groenlândia e nos polos Ártico e Antártico, de acordo com o relatório. 

 

Publicidade




TecVidros
   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Cinema
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Cyber Café
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Hotspots (wi-fi)
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


Whatsapp Manausonline:
whatsapp (92) 98252-0123    


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2019