Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



Festival Até o Tucupi 2020 acontece a partir desta quinta (17) com shows online e oficinas
Por Mariah Brandt,
quarta-feira, 16 de dezembro de 2020
 
 
 

Festival Até o Tucupi 2020 acontece a partir desta quinta (17) com shows online e oficinas
ÀIYÉ / André Morbach

Os shows online serão transmitidos do Estúdio Supersônico, no canal do Coletivo Difusão, no YouTube. A programação é composta em maioria por mulheres, tanto nos shows quanto nas formações.

A edição 2020 do Festival Até o Tucupi vem acompanhada de formatos e presenças históricas para a música e o ativismo cultural na capital amazonense. Neste ano que foi crucialmente político, determinante e insurgente para a Amazônia o palco se torna online, o acesso continua gratuito e as oportunidades de formação na área cultural continuam sendo estratégicas para o desenvolvimento da cadeia artística na cidade.

Quinta-feira - Dia 17

A programação de formação inicia nesta quinta-feira (17) às 18h com o painel 'Música Pronta: Antes de lançar, o que faz?' ministrado por Kely Guimarães. Confira a seguir um histórico profissional da facilitadora:

- Painel ‘Música pronta: antes de lançar o que faz?’: Kely Guimarães

A manauara Kely Guimarães é compositora, artista musical, músico-educadora de formação, multi  instrumentista e pesquisadora de música popular. Tem 11 anos de carreira com diversos trabalhos autorais lançados. Constam ainda cinco videoclipes disponíveis no Canal da artista no You Tube. O conteúdo de sua obra  trata de assuntos sociais, afetivos e ambientais de forma poética e visceral, sua musicalidade é o  resultado de referências musicais do Rock, MPB e da música eletrônica.

A programação continua desta vez é recomendada não somente para artistas da área musical mas de toda cadeia criativa ou empreendedora que busca aproximação de seus trabalhos com a mídia local. A comunicadora Mariah Brandt será facilitadora numa oficina focada em estratégias específicas para o período de pandemia que enfrentamos. Confira seu histórico:

- Oficina ‘Assessoria de imprensa em tempos de pandemia e quarentena’: Mariah Brandt

Mariah iniciou a carreira no rádio, atuou como produtora e apresentadora num programa semanal feito coletivamente entre estudantes da Ufam, o Unilivre. No mercado de trabalho, foi repórter do Portal A Crítica, em seguida na editoria de cultura do Jornal A Crítica. Esteve na equipe de concepção da Feira do Paço, realizada pelo Instituto Amazônia, uma das grandes manifestações do setor da Economia Criativa recente. É produtora no Amazon Sat de dois programas voltados para inovação, tecnologia e empreendedorismo, além de produzir conteúdo multimídia sobre a música amazonense para o Portal Amazônia.

Sexta-feira - Dia 18

No segundo dia de formação a programação é oferecida por profissionais da música que atuam em diferentes frentes e cenários. Karen Francis, consagrada cantora e compositora da cidade Manaus e Douglas da Nóbrega, que agrega com sua experiência no Sudeste do país.

- Painel ‘Monte sua live no Instagram’: Karen Francis

Karen Francis, 20 anos, é artista natural do município de Maués (AM), mas cresceu em Manaus, cidade capital do Amazonas. A cantora, compositora e instrumentista se relaciona com a música desde sua infância e parte de seu processo de musicalização foi influenciado pela musicalidade africana de sua mãe, que é natural de Moçambique, país que também fala a língua portuguesa e também por seu pai, que já foi músico e cantor em grupos de pagode. Karen aprendeu a tocar violão aos 09 anos de idade, mas foi aos 11, quando se mudou para Nova Olinda do Norte, município do interior do Amazonas, que começou a se apresentar em igrejas, escolas e eventos da cidade. E aos 13 anos começou a compor suas primeiras músicas. Em 2017, voltou para Manaus com sua família, ingressando na Universidade Federal do Amazonas, onde cursa Licenciatura Plena em Música. Em 2018, a artista lançou o EP intitulado “Acontecer” que foi produzido na cidade de Blumenau/SC. O trabalho totalmente autoral que vai do MPB ao POP foi gravado em uma semana e é composto por cinco faixas que falam sobre dramas amorosos, desejo de libertar a si e liberar o outro. Atualmente Karen se encontra no processo de composição e pré-produção de seu novo trabalho, um álbum com dez músicas que mescla os estilos Afrobeat, R&B e Rap.

- Oficina ‘Impulsionando sua música nas redes sociais’: Douglas da Nóbrega

Douglas Fortes da Nóbrega - Publicitário, produtor, documentarista e educador. Morador do bairro Grajaú na periferia de São Paulo, Douglas da Nóbrega é formado em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda. Há 12 anos trabalha com comunicação em agências de publicidade e músicos brasileiros, passando por empresas como Mutato e F/Nazca, elaborou projetos com foco cultural como Skol Music e Skol Soundspot. Em sua carreira colaborou com marcas como Skol, Vivo, Trident, Youtube, Sony, J&J, Coca-Cola, Netflix, Bradesco e Senac e trabalhou com artistas como Heavy Baile, DigitalDubs, Jota 3, Vandal, Cintia Savoli e recentemente juntamente com outras pessoas cuidou da comunicação do lançamento dos singles "Sol de Setembro" e "Luas para tantas faces" da cantora Elisa Maia.


Mostra Musical

ÀIYÉ, Anna Suav, Agenor Agostinho e Léo, Gabi Farias, DaCotta e Kely Guimarães dão os timbres, as letras e acordes deste que há 14 anos vem sendo o Festival para ocupar com produção e difusão musical o mercado autoral de Manaus. Confira o histórico de cada um:

DACOTA

MC e compositor independente, natural de Manaus, DaCota soma mais de 1 milhão e meio de streamings nas plataformas digitais e é uma referência na região norte do país e uma das promessas do Rap Nacional no ano de 2021. Considerado um dos artistas mais promissores na cena Trap/Underground, passeando também pelo R&B, Drill e Funk, dono de uma versatilidade marcante na música. O MC é um dos pilares do maior coletivo de Rap da Região Norte do país, a MOB 333, agrupando uma legião de fãs com seu estilo musical à frente do tempo.

GABI FARIAS

Gabi Farias é cantora, compositora, instrumentista, e professora de música, atua no cenário musical manauara há cinco anos, já participou de projetos como a Orquestra Puxirum e Orquestra de Música Popular da UFAM. Participou de trabalhos com artistas como República Popular e Victor Xamã, e seu EP VAZANTE, primeira parte de seu projeto solo, já está disponível em todas as plataformas de streaming, nele uma mistura de sonoridades que refletem as influências que variam desde a MPB, o pop, o eletrônico, sem perder a regionalidade através de letras que falam suas verdades e realidades.  Seu trabalho busca incentivar a expressão artística em todas as suas possibilidades, tanto sonoras como visuais agora, através de seus videoclipes, que buscam levantar a bandeira do protagonismo feminino dentro do cenário musical, cultural e artístico amazonense. Ouça Gabi Farias em todas as plataformas de streaming, e assista seus videoclipes em Youtube.com/gabifarias.

ANNA SUAV

Poeta, MC, cantora, compositora e produtora audiovisual e cultura. Representando Belém do Pará, Anna Suav é uma das artistas expoentes da cena new school do RAP e R&B que está sendo feita na parte de cima do mapa. Sua fala e arte narram e demarcam a (sobre)vivência de uma 'preta nortista potência'. Idealizou e organizou o projeto Slam Dandaras do Norte (2017-2019) e frequentemente participa de formações em debates, rodas de conversa, projetos escolares e culturais. Artista Natura Musical 2020.

KELY GUIMARÃES

A manauara Kely Guimarães é compositora, artista musical, musicista - educadora de formação, multi instrumentista e pesquisadora de música popular. Tem 11 anos de carreira com diversos trabalhos autorais lançados são eles: os singles “Pranto Silencioso”, "Mosaico", “Não Abuse Não!”, It’s over, baby!”,“Tome tento”, “Conversa Azul” e “Sapiens” lançados ao longo da pandemia de 2020, produzidos remotamente por Mady (Fubica Home Studio); o EP “Virtual” com proposta de composição por meio do uso de Apps de música, produzido por César Lima (Across Music Production) lançado em abril de 2019; o seu segundo álbum "Crescente" lançado em 2016 que contou com a produção musical de Bruno Prestes e o EP “Essência”, seu primeiro trabalho solo foi lançado em 2013. Todos disponíveis em http://www.tratore.com.br/um_artista.php?id=42110. Constam ainda cinco videoclipes disponíveis no Canal da artista no You Tube. O conteúdo de sua obra trata de assuntos sociais, afetivos e ambientais de forma poética e visceral, sua musicalidade é o resultado de referências musicais do Rock, MPB e da música eletrônica.

AGENOR, AGOSTINHO E LÉO

Após 10 anos de criação e produção da Banda Alaídenegão, Agenor Vasconcelos formou um novo grupo. Junto com Agostinho e Léo, guitarrista e baterista de também renomados projetos, como a banda Selva Madre, essa formação é o encontro de gerações dedicadas à cena musical de Manaus, driblando os desafios de se manter fazendo música. Desde 2005, os músicos realizam, de maneira independente, festivais e eventos periódicos, administram estúdios de ensaio/produção, espaços culturais, ministram aulas e diversas outras atividades dedicadas à música.

ÀIYÉ


ÀIYÉ é o projeto de Larissa Conforto, multi-instrumentista, cantora, compositora, performer, artista sônica, beat maker e ativista. Seu EP de estreia, Gratitrevas, foi lançado em março de 2020 pela Balaclava Records. Gravado entre Brasil e Portugal, o EP é uma espécie de renascimento da artista após o fim da banda Ventre, da qual fez parte durante seis anos. O disco reúne espiritualidade, rituais, ritmos de resistência, saudades da avó, David Lynch e confissões em um universo solitário, porém presente e pulsante. É um registro íntimo e político feito por colagens e gravações de campo que ecoam gritos e tumultos contemporâneos e universais. Combinando ritmos ancestrais e experimentações eletrônicas, ÀIYÉ é uma performance solo portátil que investiga a cura e a transformação a partir de colagens e sons disruptivos.

O Festival Até o Tucupi 2020 tem realização do Coletivo Difusão e foi contemplado pelo Edital Concurso-Prêmio Manaus De Conexões Culturais – Lei Aldir Blanc.

 

Publicidade


   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2021