Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias


Como aproveitar melhor o restaurante a quilo

Com tantas opções disponíveis no cardápio, nem sempre é fácil fazer as escolhas corretas em restaurantes com self-service

Por Luiz Affonso Mehu,
quarta-feira, 19 de outubro de 2022
 
 
 

Como aproveitar melhor o restaurante a quilo
Restaurante a quilo / Jiboom/Freepik

Segundo uma pesquisa feita pelo Instituto Good Service Brasil/CREST, em 2021 os gastos com alimentação fora de casa representaram um total de R$ 164,4 bilhões. Ainda conforme o estudo, o custo alimentar brasileiro por refeição foi, em média, de R$ 16,21. Dentre as opções disponíveis, estão os restaurantes a quilo, uns dos mais populares entre os trabalhadores.

Os estabelecimentos que fornecem comida a quilo são conhecidos por oferecer praticidade na hora de elaborar o prato. Nesses restaurantes é possível encontrar diferentes opções de saladas, carnes, frutas, doces e frituras.

No entanto, com tantas opções disponíveis, nem sempre é fácil fazer as escolhas corretas no restaurante a quilo. Enquanto algumas pessoas exageram na quantidade de alimentos no prato e acabam gastando mais no vale-refeição, outras fazem escolhas pouco saudáveis com alimentos ricos em sódio e açúcares.

Para aproveitar o melhor desses estabelecimentos, sem estourar o orçamento e prejudicar a saúde, é possível adotar algumas práticas simples. Analisar as opções disponíveis no estabelecimento antes de montar o prato, ter atenção aos horários das refeições e se atentar ao peso dos alimentos são algumas medidas que podem ajudar.


Antes de se servir, analise as opções disponíveis

Nos restaurantes a quilo, um dos fatores que mais chamam a atenção dos brasileiros é a farta quantidade de alimentos para compor o prato. No entanto, seja pela pressa ou fome, muitas pessoas chegam ao estabelecimento empolgadas e não param para analisar o cardápio.

Essa impulsividade pode resultar em um prato mais pesado e mais caro ou no arrependimento de não ter feito a escolha que gostaria. Por esse motivo, assim que chegar ao restaurante, é importante conferir as opções do dia.

Criar esse hábito ajuda a acertar nas escolhas e aproveitar melhor o cardápio, evitando muitas calorias e um valor maior descontado no vale-refeição.
Atenção ao horário de ir ao restaurante

Segundo a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), fazer compras com fome não é a melhor opção para quem deseja economizar. O mesmo vale para quem frequenta o restaurante a quilo. Demorar muito para almoçar pode fazer com que as escolhas do cardápio não sejam as mais recomendadas.

Passar batido por saladas e ir direto para lasanhas, salgadinhos de festa, batata frita e alimentos mais calóricos é normal nessas situações. Por esse motivo, é importante manter o horário habitual das refeições para conseguir tomar decisões conscientes.

Além disso, existem alguns períodos do dia em que os restaurantes a quilo costumam estar com filas maiores. Evitar os horários do rush é uma boa opção para escapar da lotação e conseguir aproveitar as opções do cardápio.

Se atente ao peso dos alimentos

Para quem quer se alimentar bem sem estourar o limite do vale-refeição, ter atenção ao peso dos alimentos também é importante. Alguns itens costumam ser mais volumosos e somar gramas a mais no prato.

Lasanha, macarrão, quiche, palmito, frangos com ossos, tortas e muito molho podem elevar os números na balança. Se o desejo por esses alimentos for grande, pode ser interessante reduzir a quantidade de outros itens para matar a vontade, sem gastar demais.
Faça escolhas saudáveis

É possível se alimentar de forma saudável, comendo em um restaurante a quilo. Nesses estabelecimentos pode-se encontrar todos os nutrientes necessários para o corpo humano, mas é comum que as pessoas misturem alimentos do mesmo grupo em uma só refeição.

Para montar um prato balanceado, a dica é seguir a Pirâmide dos Alimentos, criada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, um documento educativo para ser seguido no dia a dia.
 

A ideia é começar com uma quantidade maior de carboidratos, como arroz, macarrão e batata, seguido pelas verduras, frutas e legumes. Após, vale a pena inserir porções menores de alimentos do grupo de leites e derivados, carnes e feijões, finalizando com uma quantidade menor de gorduras e açúcares.

Deixe a sobremesa por último

Algumas pessoas não resistem a uma sobremesa após as refeições. No entanto, deixar o doce para depois do prato principal evita desperdício de alimento e desconforto após a alimentação.

Muitas vezes, as escolhas no restaurante a quilo garantem saciedade e a sobremesa acaba sendo consumida contra a vontade, por já ter sido registrada na ficha do cliente.

Se após a refeição ainda existir a vontade de comer um doce, é hora de voltar à bancada para fazer o prato de sobremesa. Uma boa ideia é deixar de lado os doces preparados e investir em frutas, alimentos in natura, fontes de nutrientes e vitaminas.

 

Publicidade


   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2022