Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



Manaus apresenta 95% de diminuição de casos de dengue
Por Luciete Pedrosa, SEMSA
quarta-feira, 15 de maio de 2013
 
 
 

 

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) divulgou, na tarde desta terça-feira,  14, um balanço mostrando  uma diminuição de quase 95% dos casos de dengue em Manaus. Os resultados também  apresentaram dados do Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), com um índice de 1,9%, o que significa que a cidade permanece em médio risco para casos da dengue. O último levantamento, realizado em janeiro, apresentou um índice de 3,7%, representando um estado de alerta para a doença. O próximo LIRAa será realizado em julho.
 
“O pico do número de casos foi em março, onde tivemos 3.049 pessoas notificadas. E de janeiro até agora, totalizamos 10.948 casos notificados. Nesta primeira quinzena de maio são 104 casos em toda a cidade. Isto demonstra que a Operação Impacto de Combate à Dengue surtiu efeito, foi eficaz. Mas, as chuvas continuam e precisamos ainda ficar em alerta. Vamos lançar uma nova campanha contra a dengue, orientando a população a tirar pelo menos 10 minutos por semana para checar todos os cômodos da casa e o quintal, para ver se tem foco do mosquito, isso durante todo o ano”, informou o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo.
 
O secretário informou que os trabalhos para o levantamento deste LIRAa foram realizados no período de 22 de abril a 7 de maio com o objetivo de vistoriar 27.815 imóveis no município de Manaus para identificar possíveis criadouros e verificando o grau de infestação do mosquito transmissor da dengue. O LIRAa é realizado a cada três meses e é uma das principais estratégias utilizadas para subsidiar as ações de controle e combate à dengue.
 
De acordo com o resultado final do LIRAa, nas zonas Norte e Leste os focos de mosquito estavam mais concentrados nos depósitos de armazenamento irregulares de água (toneis e camburões com 48,5% e 42,5%, respectivamente), já nas zonas Oeste e Sul o problema maior foi relacionado à questão do lixo (resíduos descartados pelos moradores e não acondicionados apropriadamente como latinhas e garrafas plásticas) com 42,1% e 36%, respectivamente. “Devido à falta de água nestas zonas Norte e Leste, as pessoas armazenam água, o que é um criadouro fácil para os mosquitos se proliferarem. Por isso, o alto número de casos no início do ano, mas conseguimos controlar”, afirmou Evandro Melo.
 
Segundo a técnica do Núcleo de Controle da Dengue do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae), Tânia Xavier, os bairros que apresentaram maiores casos de notificação de dengue foram Cidade Nova com 1.322 casos, seguido do Alvorada com 525 casos, e Jorge Teixeira com 856 casos.
 
O LIRAa permite identificar o risco existente no município de Manaus para a dengue. Índice de infestação inferior a 1% significa que o município apresenta condições satisfatórias, e de 1% a 3,9% significa estado de alerta. Acima de 4%, há maior predisposição para a ocorrência de surtos de dengue. Além das medidas de prevenção que a Prefeitura de Manaus irá desencadear, é imprescindível o envolvimento da população nas medidas de prevenção no cotidiano do domicilio, da escola e do ambiente de trabalho.
 
Operação Impacto
A Operação Impacto seria encerrada no final de março, mas as ações foram prorrogadas até dia 30 de abril devido à intensificação das chuvas no município de Manaus, o que aumentou o risco de proliferação de criadouros e prejudicou o trabalho de campo realizado por agentes de endemias, em parceria com as Forças Armadas.
 
As ações da Operação Impacto foram direcionadas de acordo com o primeiro Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2013, realizado em janeiro, onde foi identificado que larvas e criadouros do Aedes aegypti em Manaus são encontrados predominantemente em recipientes para armazenamento de água (como tonéis, tambores, barris, tinas, filtros, moringas e potes) e em depósitos considerados como lixo (recipientes plásticos, garrafas e latas), sucatas acumuladas em pátios e ferros-velhos, e entulhos de construção.
De acordo com o secretário Evandro Melo, as ações de combate à dengue terão continuidade através de vistorias de imóveis e de ações de Educação em Saúde.
 
“A Operação Impacto é uma das estratégias de intensificação das ações, mas a Semsa executa estratégias permanentes de combate à doença durante todo o ano”, explica Evandro Melo, acrescentando que com o resultado do novo LIRAa, a Semsa poderá identificar qual o nível atual de risco para a dengue no município de Manaus e, a partir daí, iniciar novas estratégias, estabelecer parcerias e definir outras propostas de combate à proliferação do mosquito transmissor da dengue.
 
O secretário destacou que as pessoas podem continuar contribuindo com a Prefeitura de Manaus denunciando locais com focos de dengue ligando para o 0800-280-8-280.
 
Número de casos notificados de dengue em 2013
 
Janeiro: 2.957
Fevereiro: 3.043
Março: 3.049
Abril: 1.795
Maio: 106
 
 
 
 
 

 

Publicidade
   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Cinema
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Cyber Café
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Hotspots (wi-fi)
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2020