Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



Governo realiza treinamentos para implantação de testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C, em 17 municípios
Por Três Comunicação,
segunda-feira, 27 de maio de 2013
 
 
 

=O Governo do Amazonas está promovendo treinamento em Testagem Rápida para HIV, Sífilis e Hepatite B e C, em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), a partir desta segunda-feira (27), com a participação de profissionais de cinco municípios. Em junho, servidores da saúde de outras 12 localidades serão capacitados. Ao todo, a ação permitirá o treinamento das equipes técnicas e a implantação da nova metodologia de diagnóstico em mais 17 municípios amazonenses, nos meses de maio e junho. A meta é concluir as capacitações, em todos os municípios, até outubro.

A atividade é executada pela Coordenação Estadual de DST Aids e Hepatites Virais, vinculada à Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), e faz parte do processo de descentralização da testagem rápida dessas doenças para todo o Amazonas.

O secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, frisa que o treinamento, em Parintins, permitirá a capacitação dos profissionais que atuarão na coleta do material biológico e análise de resultados dos testes para HIV, sífilis e hepatites B e C, permitindo que as populações ribeirinhas e indígenas tenham acesso ao diagnóstico precoce e ao tratamento dessas doenças. A capacitação inclui, também, orientações sobre técnicas de acolhimento e aconselhamento, cujo objetivo é incentivar as pessoas a se submeterem aos testes e, ainda, fazer o acompanhamento psicológico dos pacientes na fase de tratamento, nos casos confirmados de HIV. A capacitação seguirá até dia 29.

Os servidores que participarão do treinamento em Parintins atuam em municípios da região do baixo Amazonas, incluindo distritos de saúde indígenas – Parintins, Nhamundá, Boa Vista do Ramos, Barreirinha e Maués, onde os testes rápidos serão inseridos na rotina de atendimento aos pacientes. Os participantes são médicos, enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos.

A diretora-presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, frisa que a ação irá ocorrer, também, no período de 17 a 21 de junho, em Lábrea. No local, serão treinadas equipes que atuam na calha do rio Purus – Boca do Acre, Canutama, Lábrea, Pauini e Tapauá. No período de 24 a 27 de junho, o treinamento será em Coari, para os municípios de Anamã, Anori, Beruri, Caapiranga, Coari, Codajás, Manacapuru e Novo Airão. Nesse mês, já foram treinados, também, profissionais de outros nove municípios da região do Alto Solimões, que já estão utilizando a metodologia.

A coordenadora estadual de DST/Aids e Hepatites Virais, Silvana Lima, destaca que após a realização dos treinamentos, as secretarias municipais de saúde de cada localidade receberão os kits de testagem rápida em HIV, sífilis e hepatites B e C, para que a metodologia seja inserida na rotina de atendimento das unidades de saúde locais. A logística distribuição dos kits é coordenada pela Central de Distribuição de Medicamentos, da Secretaria de Estado de Saúde (Susam). “A partir dessas capacitações, iremos estabelecer as redes de diagnóstico dessas doenças através da metodologia de testes rápidos, bem como, o fluxo de assistência aos casos positivos”, frisou. 

Silvana Lima destaca que, nos municípios do interior, os profissionais são orientados a reforçar junto à população, que a principal medida preventiva contra a Aids, sífilis e outras doenças sexualmente transmissíveis, é o uso do preservativo. “É importante que haja o diagnóstico precoce do HIV, por meio da nova metodologia, aliado à adesão ao tratamento, para assegurar maior qualidade de vida aos pacientes. No entanto, é fundamental o incentivo à prevenção da Aids, que não tem cura”, destacou.

Depois de Manaus, Parintins é onde se registra o maior número de mortes por Aids, entre os municípios do interior do Estado, na série histórica de 2001 a 2012. Neste período, 55 pacientes foram a óbito em decorrência das complicações causadas pela presença da patologia, seguido por Tabatinga, com 34 mortes, e Itacoatiara, com 29. Em Manaus, concentram-se 86% do total de óbitos, com 1.780 vítimas fatais da doença, de 2001 a 2012.   

 

 

 

 

Publicidade




TecVidros
   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Cinema
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Cyber Café
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Hotspots (wi-fi)
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


Whatsapp Manausonline:
whatsapp (92) 98252-0123    


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2019