Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



Vivo EnCena volta a Manaus com Workshops de técnicas teatrais
Por Press Comunicação,
quinta-feira, 26 de março de 2015
 
 
 

Inscrições estão abertas através pela internet

 

O ator, diretor e produtor carioca Michel Bercovitch chega pela primeira vez a Manaus para ministrar as atividades do projeto Workshops Vivo EnCena: Improvisação Teatral: Improvisando e Aprendendo, que é uma parceria entre a Secretaria de Estado da Cultura do Amazonas com a Vivo. A atividade contará com a presença do curador artístico nacional do projeto Vivo EnCena,  o paulistano Expedito Araujo e é uma oportunidade para estudantes e interessados em aprender os fundamentos básicos de interpretação através de exercícios e jogos de improvisação com um ator e diretor de teatro cinema e televisão, que já trabalhou em mais de cem espetáculos teatrais, filmes e novelas.

 

O workshop acontecerá nos dias 14 e 15 de abril no Centro Cultural Palácio da Justiça e terá a seguinte programação Introdução aos fundamentos básicos a serem trabalhados nos dois dias de oficina e Jogos de improvisação e exercícios teatrais visando a abordagem dos principais fundamentos da interpretação: Tempo e espaço, foco, presença, respiração e geometria cênica entre outros.

 

A atividade é gratuita e para maiores de 16 anos. As inscrições estão abertas até o dia 09 de abril devem ser feitas através do e-mail vivoencena@gmail.com. No campo “Assunto” preencher com o nome do workshop. No corpo do e-mail informar dados pessoais incluindo nome completo, RG, telefones para contato e emails, além de citar experiência artística e interesse na atividade. Serão disponibilizadas 20 vagas, podendo haver seleção entre os inscritos. Os selecionados receberão email e ligação telefônica no dia 10 de abril. Mais informações podem ser obtidas no telefone (92) 99201.7648

 

Sobre Michel Bercovitch

Fez seus primeiros estudos de teatro em 1982 com Miguel Falabella onde participou de diversas montagens do TACA (Teatro Amador do Colégio Andrews). Freqüentou os cursos de Carlos Wilson, no Tablado em 1986, e ali atuou, no papel de Hänschen Rilow, em O Despertar da Primavera, de Frank Wedekind, dirigido por Cacá Mourthé, tendo participado, de Quatro Meninas, adaptação teatral do romance Little Women de Louise May Alcott, Odisséia, de Homero, e Van Gogh, de João Uchoa, no Teatro dos Quatro, todas dirigidas por Carlos Wílson. Em 1988, atuou em Camaleão na Lua, de Maria Clara Machado. No ano seguinte, integrou o elenco de Os Doze Trabalhos de Hércules, adaptação da obra de Monteiro Lobato. Em 1989-1990, esteve matriculado no Programa para Estudantes Estrangeiros da Universidade de Tel Aviv, onde fez cursos de teatro e literatura dramática, entre outros. De volta ao Rio, atuou em Romeu e Julieta, de William Shakespeare que comemorava os quarenta anos do Tablado. Em 1992, foi, juntamente com Marcelo Serrado, Oberdan Junior e Selton Mello, produtor de Os Meninos da Rua Paulo, de Ferenc Molnar, dirigida por Ricardo Kosovsky. Professor de teatro desde 1990, no Colégio Divina Providência, em seguida no Teatro de Bolso (1991), no Teatro Ipanema (1992-1993), no Café-Teatro Othon (1993), no Centro Laban de Artes do Movimento, e também na Oficina de Artes. Em 1993, dirigiu montagem experimental de Sonho de Uma Noite de Verão, de William Shakespeare, foi assistente de direção de Antônio Abujamra em O Inferno são os Outros (Huis clos), de Jean-Paul Sartre. Em 1994 estreou com Felipe Martins a co-direção de O Despertar da Primavera, de Frank Wedekind. Em 1995 e 96 dirigiu no projeto Prática 95 os seguintes espetáculos: O Beijo no Asfalto de Nelson Rodrigues, O Pagador de Promessas, de Dias Gomes e Sonho de Uma Noite de Verão, de Shakespeare. Recebeu onze indicações ao Prêmio Festival de Teatro do Rio de Janeiro. Em 1996, atuou no espetáculo O Jovem Törless, de Robert Musil, dirigido por Ivone Hofmann. Nesse mesmo ano, fundou a Companhia Prática de Teatro, e o espaço Aquário, espaço cultural. A Companhia estreou O Despertar da Primavera em 1996, no Teatro Ipanema. Em 1997, dirigiu Nossa Cidade, de Thorton Wilder e Titus Andronicus, de Shakespeare. Em 1998, dirigiu e atuou na montagem da peça Muito Barulho por Nada, de Shakespeare. Em televisão, participou das novelas Perigosas Peruas e O Rei do Gado, e na minissérie Chiquinha Gonzaga, da TV Globo. Também participou como ator do filme “Woman on Top”, com direção de Fina Torres e produção da Fox. Em 1999 dirigiu o espetáculo O Zelador, de Harold Pinter, foi indicado ao Prêmio Shell de melhor diretor e ganhou o Prêmio Bravo! - Revelação 99. Em 2001, estreou Viagem ao Centro da Terra, espetáculo itinerante no qual trabalhou como diretor-assistente. O espetáculo foi vencedor na categoria especial do Prêmio Shell neste ano. Colocou em cartaz no Teatro Ipanema e em seguida no Teatro Gláucio Gill, a direção e produção do espetáculo infantil As Aventuras de Tom Sawyer. O espetáculo recebeu os prêmios Maria Clara Machado de Teatro infantil de melhor adaptação, melhor atriz e melhor espetáculo. Em 2002 atuou no filme “Lost Zweig”, de Silvio Back e integrou o elenco de Casa de Boneca, de Ibsen, com direção de Aderbal Freire-Filho. Dirigiu a peça Reveillon, de Flávio Márcio, e o novo espetáculo infantil da Cia Prática de Teatro, A Jornada do Rei Artur. Em 2003 esteve em cartaz como ator no espetáculo Zastrozzi, de George Walker, dirigido por Daniel Herz e Selton Mello e também com a direção de O Cara que Dançou Comigo, de Mário Bortolotto. Em 2004, dirigiu as montagens de Assim é se lhe Parece, de Luigi Pirandello e Jogos de Massacre, de Eugène Ionesco, além de participar da turnê nacional de O Zelador. Em 2005, estreou seu primeiro longa metragem, Cabra Cega de Toni Venturi, grande vencedor do Festival de Brasília. Em 2005 participou do grande sucesso de Walcyr Carrasco, a novela Alma Gêmea, no papel de Ciro. Também em 2005 dirigiu a peça Jogos na hora da sesta, de Roma Mahieu, que cumpriu temporada no Teatro do Leblon. Em 2006 dirigiu o espetáculo, Beijo no Asfalto, de Nélson Rodrigues, na casa de Cultura Laura Alvim, e que também esteve em cartaz em São Paulo e Campinas. Em 2007, foi diretor do premiado texto de Walcyr Carrasco, Êxtase, que realizou turnê pelo país. Participou da novela Paixões Proibidas, da Rede Bandeirantes e dirigiu a peça Hedda Gabler, de Ibsen, no SESC de Copacabana. Participou do longa de Walter Lima, Desafinados, no papel de Leon. Em 2008 participou do Filme O Inventor de Sonhos e dirigiu o espetáculo Boca de Cowboy. Em dezembro participou de  Os Óculos de Pedro Antão, adaptação do conto de Machado de Assis, pela Record. Em 2009, participou do filme Uma professora bem Maluquinha, de Ziraldo e esteve em cartaz na peça Confronto, de Domingos Oliveira, Luiz Eduardo Soares e Márcia Zanelatto, adaptação do livro Elite da Tropa de Luiz Eduardo Soares. O espetáculo cumpriu temporada no SESC Copacabana. Estreou também a peça Gorda, de Neil Labute, no papel de Tony, pelo qual foi indicado ao Prêmio Shell de melhor ator de 2009. A peça fez sua temporada carioca no Teatro das Artes e depois em 2010 seguiu para São Paulo, no Teatro Procópio Ferreira e depois realizou turnê pelo Brasil. Também em 2010 foi Marcelo Estrada na novela Escrito nas Estrelas. Também dirigiu no SESC Copacabana a peça África de Vicente Sanchez. Em 2011 participou da novela das sete da Rede Globo, Morde Assopra, de Walcyr Carrasco. Dirigiu e criou a dramaturgia para Todos os Cachorros são Azuis, de Rodrigo Souza Leão, que esteve em cartaz no Teatro do Planetário. Também em 2011, dirigiu a peça de João Falcão, Guel Arraes e Karina Falcão, O Grande Amor da Minha Vida. Em 2012, participou do longa Engenho de Dentro, de Roberto Berliner, e da novela Amor Eterno Amor vivendo Eduardo. Dirigiu os espetáculos Meu Ex Imaginário, de Regiana Antonini e Um Sonho pra Dois, de Rafael Primot. Em 2013 estreou na direção a comédia Pirou, de Regiana Antonini e Amigos Amigos Amores a Parte, texto de Junior de Paula. Participou do longa-metragem Getúlio, representando o então ministro da justiça Tancredo Neves. Estreou no Espaço Sergio Porto em setembro na direção da peça Kalocaína, de Karin Boye, produzida pelo Atelier do ator. Em 2014 participou da série Milagres de Jesus, produção da Academia de Filmes para a Record, e de Assuntos de família, com direção de Sérgio Resende, com estreia prevista para abril. Também participou da série A Segunda Vez de Marcelo Rubens Paiva, com direção de Cesar Rodrigues no Multishow. Atualmente participa do espetáculo Hora Amarela, de Adam Rapp, com direção de Monique Gardemberg.

Para mais informações sobre outras ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse facebook.com/culturadoamazonas e no Portal da Cultura www.cultura.am.gov.br.
 

Sobre o Projeto Cultural Vivo EnCena

O Vivo EnCena é uma iniciativa da Vivo que estimula o intercâmbio de projetos de artes cênicas com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento do país e da sociedade como um todo. O teatro é pensado além do espetáculo, sendo estabelecida uma rede de ações de formação de plateia, inclusão cultural e desenvolvimento profissional, compartilhando histórias inspiradoras, conceitos inovadores e ideias transformadoras no âmbito da cultura. O Vivo EnCena é realizado há dez anos e está presente em 20 estados de todo o país, além de realizar ações próprias e a curadoria do Teatro Vivo, situado na capital paulista.

 

Serviço

Workshops Vivo EnCena: Improvisação Teatral: Improvisando e Aprendendo

Ministrante: Michel Bercovitch

Público alvo: estudantes de teatro e interessados na área de atuação voltada à improvisação e interpretação

Número de vagas: 20 vagas

Data: 14 e 15 de abril de 2015

Horário: das 13h às 17h

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça (Av. Eduardo Ribeiro, 901 – Centro)

Material do aluno: Roupas leves e confortáveis para práticas

 

Publicidade


   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2021