Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Educação      


Notícias



Operação SOS Enchente vai preparar a cidade para a cheia
Por SEMCOM,
terça-feira, 7 de abril de 2015
 
 
 

Operação SOS Enchente vai preparar a cidade para a cheia
Operação SOS Enchente. / MARINHO RAMOS

A Prefeitura de Manaus deu início à operação SOS Enchente para minimizar os impactos da cheia dos rios na cidade. A partir desta terça-feira, 7, pontes estão sendo recuperadas e construídas em áreas constantemente afetadas pela cheia do rio Negro. O Centro, uma das regiões mais atingidas no período, começará a receber ações preventivas a partir desta quarta-feira, 8.

Nesta fase, os trabalhos no Centro serão realizados por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e começarão pelas ruas Barão de São Domingos, Lourenço Braga e dos Barés. Durante duas semanas, as ruas da área receberão serviços de desobstrução de galerias, implantação de tampas de bueiros, regularização das caixas coletoras e confecção de meio fio e sarjeta.

Também no Centro, a prefeitura, em parceria com com o Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), a  empresa Andrade Gutierrez e a Manaus Ambiental atuará na descontaminação da água com a aplicação de hidróxido de cálcio para além de descontaminar, neutralizar o odor. A aplicação, com previsão de início em maio, quando o rio deve atingir a cota de 29m, será feita de três em três dias. O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) vai atuar no local para a interdição da via.

Na tarde desta segunda-feira, 6, o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) reuniu os representantes das secretarias que vão participar do trabalho para ‘afinar’ as estratégias de ação.

A previsão também é de que no próximo dia 14 comece a construção de pontes no bairro Educandos, zona Sul. Caso o rio Negro atinja a cota máxima prevista pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), de 29,59m, devem ser afetadas 775 famílias da área, onde serão construídos 482 metros de passarelas para facilitar o acesso dos moradores e dos agentes e fiscais da prefeitura.

A ação segue, com o apoio da Seminf, em bairros como São Jorge, Presidente Vargas, Raiz, Centro, Aparecida, Betânia, Mauazinho e Santo Antônio. A previsão é de que sejam construídos 3,1 metros de passarelas em todos em nove bairros. Além da capital, a prefeitura está monitorando 12 comunidades na zona Rural, localizadas à margem do rio Amazonas, que também podem ser prejudicadas. Em uma delas, a Comunidade Nossa Senhora do Carmo, há previsão de construção de passarela.

Já em bairros como Cachoeirinha, Tarumã, São Geraldo, Colônia Antônio Aleixo, Compensa e em algumas áreas do Centro e Mauazinho as pontes serão construídas pela comunidade com ajuda da Defesa Civil. A decisão foi dos próprios representantes da comunidade que participaram do curso de capacitação e hoje atuam como agentes comunitários de Defesa Civil por meio do Nupdec.

Além desse trabalho de infraestrutura, a operação também inclui  a partir de maio o cadastro de famílias para assistência social. A previsão é de que a ação comece pelo Tarumã, seguido pelo São Jorge, Mauazinho, Educandos, Raiz, Betânia, Presidente Vargas, Aparecida, Centro, Cachoeirinha, Colônia Antônio Aleixo, Puraquequara, Santo Antônio, Compensa e São Geraldo, com previsão de atender a cerca de três mil famílias. O Prosamim vai acompanhar o cadastro.

A Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp), que já deu início à limpeza dos igarapés e tira por dia cerca de 25 toneladas, vai intensificar o trabalho durante esse período. Com a cheia do rio, parte do lixo invade as casas. Por isso, a ideia é, além de limpar essas áreas, conscientizar o morador de que o lixo jogado no igarapé ou à margem dele pode prejudicar quem mora na região. Para isso, fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) acompanharão o trabalho.

Durante as visitas, agentes de saúde farão visitas às casas próximas as áreas alagadas para orientar os moradores e atender caso necessário.

A operação envolverá as estruturas do Gabinete do Gestão Integrada do Município (GGIM), Casa Militar, Guarda Municipal e Defesa Civil, Seminf, Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh), Semulsp, Semsa, Secretaria Municipal de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal do Centro (Semc), Semmas, Manaustrans, além de órgãos do Estado e empresas.

 

Publicidade


   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2021